Representante nacional dos trabalhadores da JBS irá propor cláusulas que assegurem a manutenção dos empregos no ramo alimentício

Na condição de assessor jurídico da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA), representante dos cerca de 133 mil trabalhadores da JBS no Brasil, o escritório participou nessa quinta (1º/3) de audiência com a Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília (DF). O objetivo do encontro foi a discussão de alternativas para a manutenção dos empregos da categoria em meio às operações Lava Jato e Carne Fraca. A previsão é de que até o próximo dia 16 a entidade apresente sua proposta ao Ministério Público Federal (MPF).

A advogada do Riedel de Figueiredo Advogados Associados e assessora jurídica da CNTA, Rita de Cássia Vivas, avalia que a conquista é fruto da busca incessante da entidade em amenizar os efeitos negativos das operações da Polícia Federal.

“O princípio da dignidade da pessoa humana nos impõe lutar pelo valor social do trabalho, disposto no texto constitucional, que infelizmente não está sendo respeitado pela JBS.”, afirma.

O vice-presidente da CNTA, Artur Bueno de Camargo Júnior, comemora a conquista dos trabalhadores e se diz otimista com os resultados.

“O que queremos é cobrar a responsabilidade social da JBS e buscar medidas que assegurem de fato o emprego dos trabalhadores, que têm sofrido constantemente com demissões e ameaças de demissões. Acreditamos que agora o nosso poder de negociação ficará mais forte e poder assinar conjuntamente este novo acordo com certeza é uma vitória não só para os trabalhadores, mas para toda a sociedade”, comenta.

De acordo com o presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo (Fetiasp), Antonio Vitor, algumas sugestões que deverão ser apresentadas pelas lideranças sindicais são projetos de qualificação e requalificação profissional.

“Só tenho a elogiar a CNTA pela iniciativa e a PGR por ter acatado o nosso pedido. Este é um espaço de extrema importância para nós e a nossa expectativa é a melhor possível”, afirma ele, que esteve presente no encontro.

Participaram da reunião os procuradores da República no Distrito Federal Anselmo Henrique Cordeiro Lopes e Sara Moreira de Souza Leite; e ainda o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Votuporanga (SP).

Assessora de imprensa:
(61) 3242-6171 / (61) 9 8177-3832
claricegulyas@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *